Reserve agora

O que é verso?

Você sabe o que é um verso?

“O que é um verso?” Verso é cada uma das linhas de um poema. Ele é formado por um conjunto de sílabas poéticas, que são contadas de acordo com regras específicas de métrica. Os versos ficam em estrofes, que são conjuntos de versos com um sentido completo.

Estrutura

Em primeiro lugar, o verso tem um conjunto de sílabas poéticas. No entanto, as sílabas poéticas são contadas de acordo com regras específicas de métrica. A métrica é a ciência que estuda a medida dos versos.

As regras de métrica mais comuns são as seguintes:

  • Só as sílabas tônicas (fala com maior intensidade) são contadas.
  • As sílabas átonas (fala com menor intensidade) não são contadas.
  • As sílabas semitônicas (fala com intensidade intermediária) são uma sílaba tônica ou átona, dependendo do contexto.

Classificação

Sua classificação ocorre de acordo com o número de sílabas poéticas que possuem e de acordo com a sua rima. Os versos mais comuns são os de cinco sílabas poéticas (pentassílabos), os de sete sílabas poéticas (heptassílabos) e os de dez sílabas poéticas (decassílabos).

  • Versos de cinco sílabas poéticas (pentassílabos): são os versos mais curtos.
  • Versos de sete sílabas poéticas (heptassílabos): são versos de tamanho médio. Como por exemplo:
    • “Se eu fosse um pássaro” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)
    • “O vento sopra forte” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)
  • Versos de dez sílabas poéticas (decassílabos): são os versos mais longos. Como por exemplo:
    • “A vida é um sopro” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)
    • “O amor é fogo que arde sem se ver” (Soneto de Fidelidade, de Luís de Camões)
    • “Minha terra tem palmeiras” (Os Lusíadas, de Luís de Camões)
    • “O tempo é um rio que corre” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)

Por fim, a rima é a semelhança entre os sons finais de dois ou mais versos. Os versos podem rimar entre si, ou podem não rimar.

  • Versos com rima: são versos que têm sons finais parecidos. Como por exemplo:
    • “Minha terra tem palmeiras” / “E sabiás e garças brancas” (Os Lusíadas, de Luís de Camões)
    • “O tempo é um rio que corre” / “E não volta atrás” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)
  • Versos sem rima: são versos que não têm sons finais parecidos. Como por exemplo:
    • “Se eu fosse um pássaro” / “Voaria para longe” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)
    • “O vento sopra forte” / “E leva as folhas ao chão” (Canção do Exílio, de Gonçalves Dias)
Exemplos
  • Verso de cinco sílabas poéticas (pentassílabo):
"Minha terra tem palmeiras"
  • Verso de sete sílabas poéticas (heptassílabo):
"Se eu fosse um pássaro"
  • Verso de dez sílabas poéticas (decassílabo):
"O tempo é um rio que corre"
  • Verso com rima:
"Minha terra tem palmeiras" / "E sabiás e garças brancas"
  • Verso sem rima:
"Se eu fosse um pássaro" / "Voaria para longe"

E então, curtiu o conteúdo? Para mais conteúdos como este, acesse WeStudy, uma rede social física!