Reserve agora

Revolução Russa

A Revolução Russa de 1917: Uma Jornada de Mudança Radical

A Revolução Russa de 1917 foi um marco transformador na história mundial, marcando o fim do domínio czarista e o surgimento de um novo capítulo na Rússia. No entanto, dividida em duas fases distintas nos meses de fevereiro e outubro, esse tumultuado período foi impulsionado por uma combinação de fatores socioeconômicos, políticos e militares.

Cenário Pré-Revolução: Desigualdades e Insatisfação

Antes da Revolução, a Rússia Imperial enfrentava desigualdades sociais profundas, com a maioria da população vivendo em condições precárias enquanto a nobreza desfrutava de privilégios. O descontentamento generalizado e a participação russa na Primeira Guerra Mundial foram catalisadores para a agitação.

Fevereiro de 1917: O Colapso Czarista

Em fevereiro, a Rússia testemunhou a queda do regime czarista liderado por Nicolau II. Protestos em massa, desencadeados por condições de vida precárias, escassez de alimentos e o ônus da participação na Primeira Guerra Mundial, levaram à abdicação do czar. A liderança revolucionária nesse estágio incluiu figuras notáveis como Alexander Kerensky e os Mencheviques.

Principais Figuras de Fevereiro:

  • Nicolau II: O último czar da Rússia, cujo reinado autocrático sofreu com crescentes tensões sociais.
  • Alexander Kerensky: Importante líder Menchevique, desempenhou um papel crucial no Governo Provisório estabelecido após a abdicação de Nicolau II.

Outubro de 1917: A Revolução Bolchevique

A virada ocorreu em outubro, quando os Bolcheviques, liderados por Vladimir Lenin, assumiram o controle. Lenin, com seu lema “Paz, Terra e Pão”, prometia mudanças radicais e encontrou apoio entre os trabalhadores, soldados e camponeses descontentes.

Principais Figuras de Outubro:

  • Vladimir Lenin: O líder visionário dos Bolcheviques, desempenhou um papel central na instauração do Estado Soviético.
  • Lev Trotsky: Estrategista militar e aliado próximo de Lenin, desempenhou um papel vital na consolidação do poder Bolchevique.

Por fim, sabe-se que a Revolução Russa de outubro teve implicações profundas na estrutura política e social do país. A promulgação de reformas radicais, como a redistribuição de terras e a retirada da Rússia da Primeira Guerra Mundial, alterou fundamentalmente a trajetória histórica do país. O estabelecimento da União Soviética em 1922 consolidou o novo sistema político, assim, moldando o curso da história mundial no século XX.

Legado da Revolução Russa: Reflexos no Mundo Moderno

Foto: Reprodução | Estadão

Por fim, a Revolução Russa teve um impacto duradouro na geopolítica mundial, influenciando movimentos revolucionários e servindo como um divisor de águas ideológico. A Guerra Fria, a formação do Bloco Comunista e também as transformações na Europa Oriental são legados diretos desse período.

E então, curtiu o conteúdo? Para mais conteúdos como este, acesse WeStudy, uma rede social física!