Assine agora

Sol: Principais características

Vamos estudar o Sol e suas características?

O Sol, localizado a cerca de 150 milhões de quilômetros da Terra, é a estrela mais próxima de nós e desempenha um papel fundamental na manutenção da interação gravitacional que governa todo o Sistema Solar.

Acredita-se que o Sol tenha uma idade de aproximadamente 4,6 bilhões de anos, influenciando oito planetas, bem como outros corpos celestes que fazem parte desse sistema, incluindo planetas anões, asteroides e cometas.

Características do Sol

Em primeiro lugar, o Sol possui uma composição que consiste em aproximadamente 74% de hidrogênio, 24% de hélio e uma fração menor composta principalmente de oxigênio, carbono e ferro.

Sua fonte primária de energia é o resultado da fusão nuclear, alimentada pelas altas temperaturas no seu núcleo, que atingem cerca de 15 milhões de kelvin, juntamente com a intensa pressão que ali existe.

Em uma escala impressionante, o Sol consome cerca de 4 milhões de toneladas de sua massa por segundo, o que é mais do que suficiente para manter sua luminosidade pelos próximos 7 bilhões de anos.

Anatomia Solar

O Sol pode ser subdividido em diferentes regiões, cada uma com suas próprias propriedades físicas distintas, como por exemplo:

  1. Núcleo: É o centro do Sol, onde ocorrem as fusões nucleares responsáveis por cerca de 25% da massa total do Sol.
  2. Zona Radiativa: Nesta região, a radiação eletromagnética gerada no núcleo é refletida repetidamente, levando milhares de anos para emergir da profundidade solar.
  3. Zona Convectiva: Esta camada é caracterizada por sua instabilidade e transmite calor por meio de movimentos convectivos. Erupções solares também têm lugar nessa região.
  4. Fotosfera: A superfície visível do Sol, onde ocorre a emissão de toda a luz solar. A fotosfera tem uma espessura de aproximadamente 100 km.
  5. Cromosfera: Uma camada de baixa densidade que marca a transição entre a atmosfera solar e a coroa solar.
  6. Coroa: Uma auréola de plasma que se estende por milhões de quilômetros ao redor do Sol, com temperaturas que podem atingir até 1.000.000 ºC. Acredita-se que essa temperatura seja resultado do intenso campo magnético.

Temperatura do Sol

O núcleo solar, onde ocorrem as fusões nucleares, pode alcançar até 15 milhões kelvin. Na zona radiativa, próxima ao núcleo, as temperaturas variam entre 2 e 7 milhões kelvin. A zona convectiva, que segue a zona radiativa, apresenta uma temperatura média de 2 milhões kelvin. A superfície, chamada fotosfera, tem uma temperatura média de 5778 kelvin.

Radiação Solar

O Sol emite energia que chega à Terra em forma de ondas eletromagnéticas. Na superfície terrestre, a intensidade da radiação solar é de aproximadamente 1366 kW/m², e esse valor varia em menos de 0,1% durante todo o ano. Essa energia vem por meio de fusões nucleares no núcleo do Sol, que convertem átomos de hidrogênio em átomos de hélio.

A luz gerada no núcleo solar leva cerca de 170 mil anos para chegar à superfície do Sol, e mais 8 minutos para alcançar a Terra.

Evolução Futura do Sol

Está atualmente “queimando” hidrogênio há cerca de 4,6 bilhões de anos. Modelos indicam que ele fica cerca de 10% mais brilhante a cada bilhão de anos, ou seja, cerca de 40% mais brilhante do que no início de sua vida. No futuro, o Sol se expandirá até 200 vezes seu tamanho atual, potencialmente alcançando a órbita de Vênus.

Já no final de sua vida, sofrerá um colapso gravitacional e se tornará uma estrela anã branca, com cerca de metade de sua massa atual e tamanho comparável ao da Terra.

E então, gostou do conteúdo sobre o Sol? Agora que tal estudarmos sobre a Era Vargas?

Para mais conteúdos como este, acesse o site da WeStudy, uma rede social física!